Ódio | Devocional 12

“Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’.” Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno. “Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta.” Mateus 5:21-24

Esta é uma das mais importantes releituras da lei mosaica feita por Jesus. Ao fazê-la, ele iguala o ato de matar ao ato de ofender, afirmando que ambos merecem julgamento. Obviamente ele não afirma que uma ofensa verbal deva ser punida na mesma proporção que um homicídio. Mesmo porque esta relação entre o tamanho e o tipo da pena em função da gravidade do crime ou da ofensa, já estava descrita em Levítico 24.19 e 20 : “Se alguém ferir seu próximo, deixando-o defeituoso, assim como fez lhe será feito: fratura por fratura, olho por olho, dente por dente”. Portanto, o que possibilita a Jesus estabelecer igualdade entre estas duas atitudes não são suas consequências, mas são as suas motivações. Jesus encontra o principio por trás do mandamento. Por ódio, matamos e ofendemos. Esta é a advertência presente no mandamento: Não odeie! Ame!

Anúncios
Esse post foi publicado em Devocionais sobre o Sermão do Monte. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s