Ha, essa fome de Deus!

Ha, essa fome de Deus!
Essa sede insaciável de sua presença.
Fome.
Sede.
Necessidades conhecidas. Sabemos identificá-las e como dar conta delas.
Mas nem sempre soubemos.
Conhecimento adquirido.
Aprendemos no instituto da sobrevivência.
Quando crianças, só sabíamos chorar.
Não éramos habilidosos em dar nome a esses sentimentos de falta.
Choro e manha eram nossa forma de falar do estomago vazio e da boca seca.
Embora nossa caminhada com Deus seja de maturidade e crescimento,
algumas coisas sempre faremos como crianças.
Não serão poucas vezes que experimentaremos angústia e falta desconhecidas.
E então, como crianças, corremos para os braços do Pai e o buscamos intensamente.
Clamamos por Ele.
Choramos com Ele.
Cantamos pra Ele.
Recebemos carinho dEle.
Encontramos em seus braços, nosso descanso.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s